A era dos mini-markets em condomínios: customização e ampla variedade

5 minutos para ler

Todos os anos vivenciamos uma série de mudanças, tanto econômicas, quanto políticas e sociais. Mas, a forma com que nos relacionamos com o nosso ambiente residencial não fica de fora, afinal, ela é reflexo de todas essas mudanças exteriores. Nesse sentido, surge a era dos mini-markets em condomínios, transformando o conceito de morar em condomínio. Continue acompanhando para entender melhor.  

No morar contemporâneo, há uma necessidade em ocupar espaços que sejam multifuncionais e tragam praticidade às rotinas atarefadas. Portanto, entender as gerações e seus estilos de vida é essencial para gerar melhores experiências. 

Com isso, surge uma onda de startups que fornecem serviços de autoatendimento para condomínios. Essa modalidade permite que um mesmo ambiente receba várias atividades, uma flexibilidade muito aclamada pela geração millennial, que hoje domina o poder aquisitivo e detém a decisão de compra no mercado. 

Conheça alguns serviços de mini-market para condomínios 

Um dos destaques dos mini-markets para condomínios é a possibilidade de customização para cada cliente, desde o tamanho do stand, mix de produtos e serviços. Além de preços mais justos, já que a estrutura é bem menor e utiliza o espaço comum do condomínio.  

Veja a seguir algumas iniciativas! 

Vending machines 

Uma das inovações nesse setor é a utilização de máquinas inteligentes que realizam a venda de diversos produtos através de um aplicativo. Essas máquinas podem comercializar desde roupas e eletrônicos até ferramentas e maquiagens.  

Através do aplicativo, o cliente cadastra seu cartão e usa o celular como leitor de QR code para abrir a geladeira. Depois, retira dela as comidas e bebidas que deseja consumir. Através de etiquetas inteligentes, a máquina identifica quais produtos foram retirados e fatura a compra no cartão do cliente.  

Além disso, os donos de máquinas recebem dados sobre o perfil dos consumidores, conseguindo escolher melhor quais produtos serão repostos. 

Pay-per-use 

Essa expressão significa “pague para usar”, traduzindo totalmente o conceito da solução, em que você escolhe o serviço e paga por ele. Dentre a diversidade de serviços disponíveis nessa modalidade para condomínios, temos: bicicletas compartilhadas, lavanderias, recreação infantil, personal trainer, pet care e muitos outros. 

Mais voltado para entretenimento, temos também cinemas, lojas e até pubs com trava para consumo exclusivo de maiores de 18 anos.  

Todas essas inovações transformam o ambiente condominial em uma verdadeira cidade bairro. E o mais interessante, é que essas soluções não são utilizadas apenas por condomínios-clubes, marcados por mansões, eles estão sendo utilizados principalmente em condomínios de estúdios ou kitnets, frequentado por um público mais jovem, que passa pouco tempo em casa e quando chega, precisa de tudo prático e acessível. 

Coworkings 

Coworking é um espaço compartilhado de trabalho ou estudo, ou seja, em vez de usar um escritório sozinho em casa ou uma sala comercial, a pessoa compartilha um local com outros profissionais, de outras áreas e empresas. 

Essas áreas de Coworking podem ser a solução para profissionais que necessitam de um escritório para receber clientes ou para aqueles que não consideram produtivo trabalhar de suas casas. O local combina o profissionalismo do trabalho em escritório com a conveniência e a qualidade de vida do trabalho remoto. 

Smart lockers 

Conhecidos também como armários inteligentes ou lockers inteligentes, esses armários são uma inovação no armazenamento e monitoramento de objetos pessoais. Pois funcionam por meio de dispositivos remotos ou comandos locais. 

Essa alternativa evita a devolução de compras, bem como a reclamação pelo não envio — muitas vezes contestada pelos comércios eletrônicos. Os armários inteligentes garantem a segurança de tudo o que for entregue para o morador. Portanto a retirada dos itens só pode ser feita pelo usuário por meio de biometria ou outros comandos preestabelecidos. 

Enfim, o mercado tecnológico para os condomínios só cresce, e os visionários estão a mil no desenvolvimento de novas soluções. Quer conhecer mais 20 tecnologias utilizadas por condomínios inteligentes? Clique no link abaixo e fique por dentro! 

Você também pode gostar

Deixe um comentário