3 desafios de fazer uma gestão de condomínios a distância!

4 minutos para ler

A gestão de condomínios a distância não é um processo simples. Mas, em um cenário de pandemia, ela se tornou a alternativa para muitos lugares. Afinal de contas, há uma maior necessidade de manter pessoas isoladas para reduzir as chances de contágios ocorrerem.

Para superar os desafios da gestão remota de condomínios, alguns passos podem ser tomados. Certamente o primeiro deles é conhecer quais são os pontos mais críticos. Assim, pode-se ajudar as rotinas e garantir que nada de errado ocorra.

Confira, a seguir, os três maiores desafios da gestão de condomínios!

1. Prestação de contas

Muitos condomínios adotam a prestação de contas presencial em assembleias. Ou seja, em reuniões, o síndico informa os gastos do último mês e o estado das finanças do prédio. Em um cenário de gestão a distância, porém, esse processo deixa de existir.

Contudo nesse caso, serão utilizadas ferramentas de comunicação eletrônicas para entregar aos moradores todos os dados relevantes sobre as contas do prédio. Isso poderá ser feito por WhatsApp ou e-mail. O importante, nesse caso, é garantir que os dados exibidos possam ser comprovados, posteriormente.

2. Intermediação de conflitos

Embora por mais claras que sejam as regras de convivência, problemas ainda podem acontecer entre os condôminos. Nessas horas, o síndico entra em ação, ajudando a solucionar a questão, da melhor maneira possível. Afinal de contas, problemas que não são solucionados rapidamente podem escalar e causar dores de cabeça no futuro.

No ambiente da gestão a distância, os conflitos podem ser resolvidos com o apoio de soluções de comunicação via web. Softwares de videoconferência, por exemplo, facilitam a conversa entre as pessoas sem que elas tenham que estar frente a frente. Tudo isso sem perder o contato visual, que ajuda na resolução de conflitos.

3. Gestão da equipe

A gestão da equipe é fundamental para o condomínio se manter funcional. Síndicos devem estar atentos para o modo como todos os profissionais de manutenção e serviços gerais trabalham. Erros, atrasos ou ausências podem reduzir a boa experiência de viver no local e causar insatisfação para os moradores.

Para quem trabalha com a gestão a distância, os times podem ser organizados com aplicativos de gestão de tarefas e monitoramento de qualidade. O síndico poderá acompanhar, em um único lugar, quais são as pessoas com tarefas em atraso, o que está sendo feito e o que está planejado. Na existência de algum problema, ele será identificado rapidamente, para que as soluções certas sejam aplicadas com precisão.

Para enfrentar esses desafios existem dois bons caminhos que podem ser tomados. Um deles é o investimento em tecnologia. Adotar a TI como uma ferramenta estratégica reduz riscos e melhora a capacidade de acompanhar todos os fluxos de trabalho.

Da comunicação à distribuição de tarefas, várias rotinas administrativas podem ser executadas com o intermédio da TI. A prestação de contas e os processos de controle de acesso também são feitos com mais precisão. Assim, o fluxo de gestão se torna mais robusto e prático.

Outra opção é contratar uma empresa especializada. Ela será responsável por monitorar, a distância, todos os processos. Da portaria à limpeza, tudo será gerenciado por pessoas focadas em seguir as principais práticas do mercado, com o menor custo possível.

Gerir condomínios é um trabalho que deve ser feito com muito cuidado. Mas, quando há um foco na prevenção de riscos e na qualidade do serviço prestado, investimentos em soluções, como a gestão a distância, deixam de ser um desafio. Por isso, não deixe de pensar nessa alternativa para manter o seu fluxo de trabalho funcional, mesmo durante a pandemia!

O que você faz para otimizar a gestão do seu prédio? Conta pra gente nos comentários!

Então, gostou do conteúdo? Para acompanhar outras dicas sobre gestão condominial, assine a nossa newsletter e receba nossas atualizações em seu e-mail!

Você também pode gostar

Deixe um comentário